Existem algumas características específicas que determinam os tipos de calvície.

A calvície de padrão masculino (alopécia androgenética) atinge em média 50% dos homens, que podem apresentar sensibilidade hereditária a DHT (dihidrotestosterona). Níveis elevados de DHT contribuem para a queda de cabelo, interferindo no ciclo biológico do folículo piloso. A DHT tem sido associada ao encurtamento da fase de crescimento dos cabelos. Como resultado, o cabelo tende a se tornar mais fino e escasso a cada ciclo, podendo evoluir para áreas totalmente calvas no couro cabeludo.

Outro tipo de calvície, que pode acometer ambos os sexos, caracteriza-se por perda capilar mais localizada e sem alterações dermatológicas, é denominada alopécia areata.  Pode também ocorrer, perda capilar em situações específicas como: pós-parto, aborto, estresse emocional etc, denominada eflúvio telógeno. Além disso, a calvície pode ser cicatricial; pode estar relacionada a diversas patologias (como doenças autoimunes); ou ocorrer em função do tratamento das neoplasias (radioterapia ou quimioterapia).

Continue lendo:  Dezembro Laranja: prevenção e tratamento do câncer de pele

 

Você também pode se interessar por...