Ao notar o aumento da queda dos fios, a primeira coisa que as pessoas costumam fazer é procurar um shampoo antiqueda para combater esse problema. 

Embora esse tipo de produto possa ajudar em alguns casos, é necessário entender o que realmente está causando a queda antes de aplicar qualquer cosmético ou medicamento. 

Para isso, o ideal é sempre procurar por ajuda médica. 

Hoje vamos ajudar você a entender melhor o assunto. Confira! 

O que pode causar a queda de cabelo? 

A queda de cabelo pode estar associada a diversos fatores, como: 

  • alimentação inadequada, 
  • falta de nutrientes, 
  • estresse
  • entre outros.

Antes de começar a fazer um tratamento, é necessário identificar o que está causando esse problema para tratá-lo de forma eficaz, ao invés de simplesmente mascarar os sintomas. 

Uma das principais causas é o excesso de estresse e cansaço, tanto físico quanto mental, que pode resultar na alopecia areata.

A anemia e falta de vitaminas também podem resultar nisso, assim como o excesso de vitaminas A e B. 

Outro fator de risco para esse problema são as alterações hormonais, que também são causas comuns quando o assunto é queda de cabelo. 

O pós-parto, por exemplo, é marcado pelo aumento desse fator por grande parte das mulheres, pois, além das mudanças hormonais que ainda estão acontecendo, há todo o estresse do parto que potencializa essa situação. 

O uso de medicamentos, como o antidepressivo ou remédios para pressão e anticoagulantes, igualmente pode ser a causa do aumento da queda dos fios.

O shampoo antiqueda pode auxiliar?

Durante as consultas com meus pacientes, sempre explico que não há shampoo que impeça a queda do cabelo. O que esse tipo de produto pode fazer é auxiliar na redução da queda dos fios, dependendo de cada caso.

Os chamados shampoos antiqueda promovem uma limpeza mais profunda no couro cabeludo, a região onde estão os folículos pilosos, que fazem os fios nascerem.

Em alguns casos, isso aumenta a saúde capilar e, por isso, percebe-se uma redução na queda.

Já em outros, essa limpeza excessiva pode ter um efeito contrário, deixando os fios ressecados e quebradiços, piorando ainda mais a situação.

Ou seja, o shampoo antiqueda só fará a diferença nos pacientes em que a higienização é a causa do problema. Caso contrário, poderá, inclusive, resultar em uma piora do caso.

E em relação às outras causas?

Quando a queda dos fios não tem relação com a oleosidade ou falta de higienização do couro cabeludo, o shampoo antiqueda não terá o efeito desejado.

Se a perda capilar ocorrer como consequência do uso de medicamentos, de disfunções hormonais ou de uma doença, como a alopecia, é preciso haver o acompanhamento médico.

O profissional irá descobrir qual é a causa, analisará o couro cabeludo e traçará o tratamento mais indicado para o seu problema.

Isso, normalmente, acompanhará o uso de shampoos, condicionadores, medicamentos e procedimentos ideais para você e o seu tipo de cabelo.

Quais são os tipos de cabelo?

O uso de produtos inadequados, como o shampoo antiqueda, pode agravar a perda dos fios, por isso, é essencial que você conheça e saiba classificar seu cabelo.

Os principais tipos são:

 

  • normal: suas pontas não são secas e sua raiz não é oleosa,
  • oleoso: há a produção excessiva de sebo, deixando-o com uma aparência molhada,
  • seco: não tem brilho, fica armado e é muito quebradiço, tanto nas pontas quanto na raiz,
  • misto: o couro cabeludo é oleoso, mas as pontas são secas.

Agora você já sabe que o shampoo antiqueda não é indicado para todos e que você deve considerar o seu tipo de cabelo para escolher os seus produtos.


Se você ainda tiver dúvidas sobre a razão da queda dos seus fios, não deixe de agendar um horário comigo para fazer a avaliação do seu problema. É importante entender que a calvície é uma doença e, quando identificada precocemente, tem tratamento.