Você sabe o que é queloide na orelha e o que fazer para eliminar esse problema?

Os cuidados com a pele envolvem muitas partes do corpo, onde podem aparecer cicatrizes ou manchas escuras, o que não é agradável e pode causar dor ou coceira.

É bastante comum receber pessoas em meu consultório que enfrentam esse problema e desejam resolver a situação.

Vou explicar quais os procedimentos a serem tomados nesses casos e também apresentarei dicas do que fazer para prevenir o queloide na orelha.

Aproveite esse artigo e saiba qual o melhor tratamento nessa situação e como evitar o problema!

O que é queloide na orelha?

 

Queloide é um crescimento acima do normal no tecido cicatricial, formado no local de um corte, traumatismo ou em uma cirurgia de pele.

 

Apesar de inofensivo, ele compromete a aparência e se desenvolve em função do excesso de proteína na pele, durante o processo de cicatrização.

 

Ele surge a partir das seguintes situações:

  • cirurgias,
  • queimaduras,
  • perfuração de piercings e brincos,
  • vacinas,
  • cortes profundos,
  • tatuagens.

Esse problema também surge na orelha, normalmente em função de um piercing ou brinco e o seu aspecto compromete a estética facial.

Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia, ele ocorre entre 5% e 15% das feridas cirúrgicas e são mais comuns em pessoas com a pigmentação mais escura, negras e asiáticas.

Mas não se assuste, porque existe tratamento para resolver a situação.

Como prevenir o aparecimento dessas cicatrizes?

Para prevenir o aparecimento desse problema, nos casos que envolvam cirurgias, onde o paciente possui tendências a essa situação, deve-se informar o médico para ele poder prescrever pomadas que contêm corticoides e evitar o aparecimento do queloide.

Também é recomendável, após 30 dias da cirurgia, se expor a banhos de sol, com o uso de protetor solar na cicatriz. Essa medida irá auxiliar na prevenção do problema.

Outra forma de resolver, é abrir mão de algumas vontades, como não colocar o piercing na orelha, principalmente se já possuir antecedentes desse tipo de lesão.

Caso não existam ocorrências anteriores, é recomendável procurar por um profissional capacitado para a perfuração, que possua toda a estrutura de higienização e limpeza no ambiente.

Quanto aos brincos, o problema é o mesmo, já que as mulheres normalmente têm suas orelhas furadas na infância. 

Todos os cuidados devem ser tomados, especialmente por quem deseja fazer o segundo furo ou em casos de uma primeira perfuração.

Como tratar o queloide na orelha?

Se o problema já foi localizado e a dor ou coceira estão fazendo parte do dia a dia, é fundamental buscar ajuda profissional para uma avaliação e um tratamento adequado.

Normalmente, o queloide vai diminuindo com o passar dos anos. No entanto, ele pode ser eliminado através de tratamentos com cremes e pomadas à base de corticoide, laser ou remoção cirúrgica.

A avaliação do caso é essencial para verificar a situação da cicatriz e encontrar a melhor opção para lidar com a questão.

Como se observa, essa situação é perfeitamente tratável e pode ser resolvida a partir da busca por profissionais que conheçam do assunto.

Caso você esteja vivenciando esse problema, conheça os procedimentos para ter cuidados com a pele, inclusive no que se refere a questões como essas mencionadas em meu artigo, pois elas podem comprometer a sua qualidade de vida.

Para saber mais a respeito, acesse meu site e conheça as minhas especialidades. Estou a sua disposição para encontrar os melhores procedimentos e tratar sua queloide na orelha!