Diariamente a nossa pele se renova através da descamação, que ocorre de forma praticamente imperceptível a nós. Por isso, quando a pele descascando é visível e, junto a isso, a textura fica áspera e com aparência desigual, é importante ter mais atenção. Existem algumas situações que propiciam essa alteração e que requerem um maior cuidado com a pele.

Inverno

Estamos no inverno, uma época muito propícia para perceber a pele descascando mais que o normal. Isso ocorre porque, nessa época do ano, a umidade cai muito, tornando o tempo mais seco (confira aqui) e propício ao ressecamento da pele, causando a descamação e oleosidade excessiva.

Uma solução simples é usar um umidificador de ar, junto a hidratantes e evitar banhos muito quentes!

Verão

Mudando de estação, uma das causas mais comuns para a pele descascando é a exposição solar inadequada, principalmente no verão. Quando a pele é exposta ao sol sem nenhuma proteção, os raios UVB causam queimadura, que dá origem a uma inflamação e ao ressecamento. Após um período, a epiderme (camada mais superficial da pele) começa a se renovar e descasca de forma visível, já que o dano foi grande.
Enquanto a pele está no processo inflamatório, com ardência, vermelhidão e inchaço, é importante fazer compressas frias, evitar banhos quentes, muita hidratação (bebendo líquidos e passando hidratantes) e repouso! Afinal, queimadura é algo sério e seu corpo precisa se recuperar bem.
É muito importante proteger-se do sol porque, além de pele descascando, você pode ter uma insolação, o que é mais grave. Use protetor solar, hidrate-se e evite o sol “ruim”, entre 10h e 16h.

Continue lendo:  [:pb]Tempo seco: 5 dicas para proteger a pele e cabelos![:]

 

Causas diversas

Também existem outras várias causas em que se observa a pele descascando. São sabonetes que tiram a umidade natural da pele, alergias, atrito com roupas ou objetos, envelhecimento e até doenças mais sérias como a psoríase. Em todo caso, é importante não retirar aqueles pedacinhos de pele morta que já estão quase saindo. É irresistível dar uma puxadinha, mas deixe-os cair naturalmente! Retirá-los antes do tempo pode causar manchas, já que, se ainda estão “grudados”, é porque a cicatrização naquela área não está completa.

A pele é o maior órgão do corpo humano e o mais exposto ao ambiente externo. Cuide bem! E ao menor sinal de algo errado, não hesite em procurar seu médico.

 

 

 

Você também pode se interessar por...