Distúrbios hormonais e queda de cabelo. Nem só fatores genéticos e doenças estão envolvidos na calvície.

Diversos problemas, como doenças nas glândulas endócrinas, uso de medicamentos, e desregulação na quantidade de determinados hormônios podem causar a temida perda dos fios.

Porém, por serem muitas causas de diferentes naturezas, existem diversos mitos e verdades espalhados pela sociedade, principalmente quando o assunto é queda de cabelo.

Por isso, no post de hoje vou falar sobre os mitos e verdades sobre distúrbios hormonais e sua relação com a calvície. Aproveite e tire suas dúvidas!

Distúrbios hormonais e queda de cabelo: entenda essa relação

Hormônios são poderosas substâncias criadas pelas glândulas endócrinas, responsáveis por centenas de reações fisiológicas, desde a puberdade, funcionamento do intestino, crescimento de unhas e cabelo etc.

No entanto, como em qualquer área do corpo, eles podem ter sua produção limitada ou exagerada, tanto por doenças ou fatores externos, como medicamentos e até mesmo por drogas. E essa desordem, entre tantos problemas, pode causar a queda de cabelo. 

Entenda os mitos e verdades sobre a relação entre distúrbios hormonais e queda de cabelo:

Hipotireoidismo não causa queda de cabelo

Mentira! 

O hipotereoidismo caracteriza-se pelo funcionamento devagar e irregular da glândula tireoide, que fica localizada na porção frontal do pescoço.

Uma das glândulas endócrinas mais conhecidas, ela desempenha centenas de funções do corpo humano e quando

está trabalhando menos do que deveria, secreta menos hormônios. 

Isso, por sua vez, apresenta uma gama de sintomas, entre eles a queda rápida de cabelos, sonolência, prisão de ventre, dificuldade para emagrecer e até mesmo depressão.

Excesso de cortisol pode causar queda de cabelo

Verdade! 

Se por um lado a falta de hormônios pode fazer o cabelo cair, o excesso de alguns também pode fazer isso acontecer, como no caso do cortisol.

Níveis altos de estresse liberam na corrente sanguínea uma alta quantidade desse hormônio, que é secretado pelas suprarrenais, localizado nos rins, junto com a adrenalina.

Esses hormônios causam vasoconstrição, que diminui a irrigação de sangue na pele e couro cabeludo, fazendo com que os cabelos caiam mais facilmente.

Anabolizante pode fazer o cabelo cair

Verdade! 

O exemplo do uso de anabolizantes para justificar a relação entre distúrbios hormonais e queda de cabelo é muito comum. Mas é preciso explicar a causa.

Se as famosas “bombas” servem para provocar o aumento da massa muscular, por que causaria queda de cabelos? Essa pergunta é muito justa, já que parece que não existe ligação entre essas duas situações.

Mas, na verdade, a relação é grande: isso porque geralmente os anabolizantes são feitos a base de testosterona, hormônio masculino que permite um crescimento rápido da musculatura.

O excesso desse hormônio no corpo tanto em homens como em mulheres pode trazer uma gama de problemas para a saúde, como o aumento de acnes, tumores no fígado, comportamento agressivo, aumento de pressão arterial e a queda dos cabelos.

Então, no caso dos esteróides, a maioria dos problemas causados por eles podem ser tratados com a suspensão de seu uso e o acompanhamento com endocrinologista.

Percebeu como diversos fatores hormonais, como o estresse e até mesmo uma doença na tireoide podem ser responsáveis pela perda dos fios? Por isso é tão importante consultar o especialista para entender as causas e, assim, fazer o tratamento correto.

Entre em contato e descubra o que está provocando a sua queda de cabelos.