Composto por células de gordura, o lipoma nas costas possui um formato arredondado.

O lipoma é um tipo de cisto ou caroço, que pode surgir em diversos locais do corpo, no entanto, é bastante comum nas costas.

Ele cresce lentamente, causando uma aparência disforme, pois a impressão que fica para quem observa é que pode ser o efeito de uma doença mais séria, como, por exemplo, o câncer de pele.

Além disso, dependendo do tamanho que atinge, pode causar desconfortos físicos, inclusive dores, por isso é importante uma avaliação a respeito.

Neste post, apresento detalhes do lipoma nas costas e o que fazer para resolver essa situação. Continue lendo e saiba mais sobre o assunto!

Os cuidados com a pele

Os cuidados com a pele devem fazer parte do dia a dia das pessoas, pois além do aspecto estético, complicações com a saúde podem ser reconhecidas e apresentadas pelo organismo através dela.

O lipoma das costas é considerado benigno, no entanto, existem casos raros que podem levá-lo a se transformar em um lipossarcoma, tumor que se inicia no tecido gorduroso do corpo.

Portanto, é importante avaliar essa possibilidade e eliminar o problema, ainda que apenas estético, afinal de contas, ninguém gosta de conviver com uma espécie de caroço nas costas.

Estudos realizados por pesquisadores da Universidade Federal do Ceará (UFCE) concluíram que as mudanças na pele ocorrem em função do envelhecimento, principalmente após os 60 anos.

No entanto, alterações e problemas também podem ocorrer com pessoas mais jovens, em função de situações como:

  • exposição ao sol,
  • grau de nutrição,
  • influências ambientais,
  • alterações do estado de saúde.

Sintomas do lipoma nas costas

O lipoma nas costas pode ser confundido com o cisto sebáceo, no entanto, são situações diferenciadas.

Enquanto o primeiro é formado por células de gordura, o cisto sebáceo, como o próprio nome indica, é uma substância gordurosa (sebo), que se forma a partir de secreções no local em que se apresenta.

O principal sintoma do lipoma é uma espécie de cisto arredondado medindo até 5 centímetros, mas que às vezes pode dobrar de tamanho, onde em alguns casos, pressiona os nervos em volta, causando:

  • dor,
  • inflamação,
  • vermelhidão,
  • aumento da temperatura no local.

Esse problema ocorre normalmente em pessoas que possuem entre 40 e 60 anos e raramente nas crianças.

Possíveis causas

As possíveis causas do lipoma nas costas ainda são desconhecidas pela ciência, no entanto, alguns fatores contribuem para o seu aparecimento, tais como:

  • hereditariedade (fatores genéticos),
  • doença de Madelung,
  • síndrome de Gardner,
  • síndrome de Cowden.

O diagnóstico ocorre a partir de um exame clínico e da biópsia, podendo, nos casos em que os tamanhos excedem o considerado normal, ser solicitado exames, como:

  • ressonância magnética,
  • raio-X,
  • tomografia computadorizada.

A partir deles é possível diagnosticar se o lipoma é mais profundo, atingindo também outros tecidos além da gordura.

Como eliminar o problema do lipoma nas costas?

Não existe um tratamento que possa eliminar o lipoma nas costas, no entanto, nos casos onde o problema interfere na estética ou causa dores e dificuldades para o seu portador, o ideal é uma intervenção cirúrgica para a sua retirada.

A cirurgia é bastante simples e realizada com anestesia local, seguida do uso de cremes cicatrizantes para evitar marcas na pele.

Outra possibilidade, especialmente para os casos de lipomas de menor tamanho, está na liposucção, onde o tecido adiposo é retirado através de uma agulha e seringa.

O lipoma nas costas é um problema que pode ser facilmente resolvido, bastando para isso a busca por especialistas no assunto.

Se você ainda tem dúvidas a respeito ou deseja conhecer detalhes, acesse o meu site e saiba como resolver essa situação de forma rápida e precisa!