O couro cabeludo, assim como as demais partes do corpo também é afetado por micoses e uma delas é a impingem.

 

A pele da cabeça sofre ações de fungos, bactérias e outros agentes prejudiciais à saúde do local e deve ser combatidas para evitar maiores consequências. 

 

Embora micoses sejam comuns quando não são tratadas afetam a saúde e a beleza dos cabelos, podendo trazer consequências mais graves dentre elas a calvície. 

 

Em especial nesse post vou explicar um pouco mais sobre a impingemm, o que é e como identificá-la. Continue a leitura!

 

O que é impingem?

 

impingem é o nome popular de uma infecção causada por fungos que acomete a pele, inclusive a do couro cabeludo. 

 

Ela também é conhecida como:

  • impingem,
  • tinha,
  • tinea,
  • dermatofitose.

 

Ela ocorre por um fungo chamado dermatófito que se alimenta de queratina, proteína que está presente na pele e nos pelos.

 

Quando não identificada e tratada pode comprometer a saúde e beleza dos cabelos.

 

Como a impingem capilar se apresenta?

 

Geralmente ela se apresenta formando lesões circulares avermelhadas no couro cabeludo e podem causar coceiras intensas e descamação. 

 

Outros sintomas incluem:

  • presença de caspa, 
  • perda de cabelos nas regiões afetadas,
  • presença de crostas amareladas na cabeça,
  • pontos pretos no couro cabeludo.

 

Como se prevenir?

 

Ela pode ser passada de uma pessoa para outra ou até mesmo através de animais de estimação que convivem em casa. 

 

Por isso, o ideal é não compartilhar com outros membros da casa travesseiros, toalhas, pentes e evitar proximidade quando souber que alguém está com algum sintoma.

 

A falta de higiene adequada e a transpiração excessiva também podem ser desencadeadores da micose. 

 

Os dermatófitos gostam de lugares úmidos e quentes para se proliferarem e a cabeça é um lugar perfeito para eles. 

 

Por isso os cuidados diários com a higiene e manter o couro cabeludo sempre bem seco é essencial para a prevenção.

 

Continue lendo:  [:pb]4 dicas para preparar a pele e o corpo pro verão[:]

Quais as consequências da infecção na saúde dos cabelos?

 

A tinha capilar pode acometer pessoas de todas as idade e quando não tratada podem causar danos mais sérios. 

 

O tipo mais comum caracteriza-se pelo aparecimento de placas escamosas no local infectado. 

 

Como consequência os cabelos se partem facilmente e deixam de crescer.

 

Quando a infecção não é tratada e persiste é possível perceber que os fios afetados aparecem mais curtos que os não atingidos pelos fungos. 

 

Após o tratamento a região é reparada e os fios voltam a crescer normalmente.

 

Outras vezes ela pode ser mais grave e provocar o aparecimento de placas no couro cabeludo. 

 

Tais placas são revestidas de escamas que se rompidas ou retiradas apresentam um líquido amarelado e quando secas formam crostas no couro cabeludo. 

 

Os cabelos da região afetada caem e quando não tratada pode se prolongar de forma mais extensa para outras regiões da cabeça.

 

Em fases avançadas a infecção pode obstruir os folículos pilosos e provocar uma alopecia, calvície definitiva, mesmo depois de curada. 

 

Tratamento para impingem capilar

 

O ideal é que ao sentir qualquer presença de coceira ou descamação no couro cabeludo o médico seja consultado para diagnóstico e orientação sobre o que fazer. 

 

Se constatado a presença de dermatófitos, o tratamento geralmente se baseia no uso de medicamentos antimicóticos de via oral e/ou aplicados no local. 

 

Dependendo do caso algumas vezes o paciente precisará usar corticosteroides. 

 

O importante é procurar ajuda o quanto antes para não comprometer a saúde do couro cabeludo e a beleza dos cabelos. 

 

Agora que você sabe o que é impingem e como cuidar para prevenir suas consequências, caso deseje fazer um tratamento de restauração capilar estou a disposição para ajudar. Visite meu site e conheça o tratamento ideal para você!