O corpo apresenta alguns sinais quando estamos com a saúde mental debilitada, o que também acontece quando estamos passando por fases complicadas em nossas vidas. Um dos reflexos disso é a relação existente entre o estresse e queda de cabelo. 

A tensão diária é capaz de provocar um considerável aumento na queda dos fios, além de dermatites como a caspa e a seborreia. O estresse afeta o sistema circulatório periférico, diminuindo o fluxo sanguíneo no couro cabeludo, o que afeta a fixação dos fios no couro cabeludo. Além disso, aumenta os níveis de cortisol no sangue e produz maior oleosidade no couro.

Outro fator que mostra como o estresse e queda de cabelo estão relacionados é que, quando estamos estressados, o organismo aumenta a produção de estriol, substância que pode provocar o impedimento da entrada de nutrientes na região capilar, atrapalhando no crescimento de novos fios. Outros nutrientes necessários como ferro, proteínas e vitaminas também são levados para áreas mais carentes, deixando os fios em segundo plano.

Continue lendo:  [:pb]Queda dos fios: Condições que agravam o quadro[:]

Também é preciso lembrar da Alopecia Areata, uma doença que tem como causa o estresse. Já falei sobre ela aqui.

Estes problemas, quando somados a uma alimentação e hábitos não saudáveis, podem causar grandes sustos voltados à saúde dos fios. Com estresse e queda de cabelo a atenção deve ser redobrada! Se você acha que este pode ser o seu caso, procure um especialista. E preze sempre por uma rotina saudável e menos atribulada.

Gostou desse artigo? Inscreva-se na newsletter para receber mais notícias!

Você também pode se interessar por...