Você conhece as principais patologias do couro cabeludo?

Dermatite seborreica do couro cabeludo

A caspa, como é conhecida popularmente, se caracteriza por uma descamação de origem inflamatória do couro cabeludo, normalmente acompanhada de intensa coceira. O estresse é sabidamente, um fator desencadeante. A seborreia não tratada adequadamente pode potencializar os efeitos da alopécia androgenética, colaborando para uma perda capilar definitiva. Em pacientes candidatos ao transplante capilar, antes da realização da cirurgia, é recomendado o tratamento clínico adequado – habitualmente com xampus específicos – assim como o acompanhamento clínico, posteriormente.

Alopécia Areata (ou Calvície)

Esta patologia se caracteriza por uma perda capilar localizada, normalmente em formas circulares, em forma de clareira, sem alteração evidente da pele. Ela se manifesta não apenas no couro cabeludo, mas também em outras regiões com pelos como: pernas, sobrancelhas e barba. A Alopécia Areata é um exemplo de doença autoimune – quando o sistema imunológico, ataca suas próprias células -, que pode afetar o couro cabeludo em áreas isoladas, podendo haver confluência das lesões, e pode evoluir para uma perda total. O crescimento dos fios e pelos pode voltar ao normal de forma parcial, podendo haver perda definitiva ou total; seja espontaneamente ou após tratamento clínico. Embora a causa da doença não seja combatida através da cirurgia, pode-se buscar uma solução estética, para as áreas de perda definitiva.

Continue lendo:  Você sabia que a calvície atinge uma média de 2 bilhões de pessoas no mundo inteiro?

Foliculite Crônica

Esta doença, também denominada foliculite cicatricial ou decalvante, é uma forma rara de alopécia cicatricial, que determina áreas múltiplas de perda de cabelo, em feridas purulentas, que destroem a estrutura folicular. Essas lesões são normalmente contaminadas por germes comuns de pele (Staphyilococcus aureus). A destruição crônica dos folículos produz áreas de cicatriz e atrofia tecidual progressivas. A etiologia pode estar relacionada a alterações no sistema imunológico. Estando preservada a região doadora, o tratamento cirúrgico nestes casos, se aplica para a correção estética das regiões com perda definitiva dos fios.

Eflúvio

O termo define a ocorrência de algum distúrbio no ciclo biológico do folículo piloso. O Eflúvio Telógeno é o mais comum e sua frequência é maior no sexo feminino. Pode estar associada a alterações hormonais, deficiência nutricional, ou mesmo, estresse emocional. É um importante diagnóstico diferencial entre as patologias capilares, especialmente a alopécia androgenética. Na avaliação pré-operatória para o transplante capilar, distinguem-se as regiões onde a perda capilar não é apenas transitória, sendo estas eleitas ao tratamento cirúrgico.

 

Você também pode se interessar por...