Todos os anos, o Brasil comemora o Dia Nacional da Saúde, uma data criada para mostrar o quão importante é manter pequenos hábitos fundamentais para a sua vida.

Desde beber água até realizar pequenos controles da dieta podem ser de grande ajuda, principalmente na sua saúde geral, de forma a auxiliar no funcionamento dos rins, do sistema circulatório e até mesmo tornar a pele mais bela e radiante.

Em um país onde seis a cada dez brasileiros só vão ao médico quando já estão doentes, a criação dessa data veio como uma das formas de mostrar para a população que quando o assunto é saúde, prevenir sempre será o melhor caminho.

Muitas doenças consideradas graves, como o câncer de mamas, de pele e de próstata, por exemplo, se descobertas logo no início podem ser tratadas com maiores taxas de sucesso, fazendo com que as pessoas voltem a ter uma vida saudável.

Inclusive, muitas outras doenças e ataques, como o AVC, infarto, pressão alta, diabetes tipo 2 e níveis elevados de colesterol, podem ser prevenidas com hábitos saudáveis e que não precisam ser necessariamente dietas restritivas e prática de horas de exercício todo dia.

Com a intenção de ajudar você a dar aquela atenção especial para a sua saúde sem se esforçar muito ou mudar a sua rotina de um dia para o outro, fizemos este post. 

Claro que iremos contar também um pouco mais sobre a origem do Dia Nacional da Saúde e a importância dessa data para tornar as pessoas mais saudáveis e ligadas com o seu bem-estar e a prevenção de diversas doenças. Continue por aqui e atente-se.

Origem do Dia Nacional da Saúde

A Lei nº 5.352/1.967 criada em 1967 determinou que dia cinco de agosto seria o Dia Nacional da Saúde, com a intenção de conscientizar os brasileiros a cuidarem mais do seu bem-estar de forma completa, levando em conta também a prevenção de doenças.

Inclusive, muitas pessoas pensam que saúde é apenas aquela que podemos ver em um corpo atlético, mas a verdade é que nosso estado de espírito e as emoções também estão envolvidas, de forma que uma pessoa com depressão não está saudável.

Além disso, o conceito de saúde é bastante amplo e de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS) está ligado a fatores como o bem-estar físico, mental e social. Então não é apenas a ausência de doenças físicas.

Sendo assim, pessoas que aparentemente estão saudáveis, mas que por algum motivo não se sentem completamente bem, mesmo que isso não signifique uma doença em si, precisam garantir o bem-estar o máximo que puderem para terem maior qualidade de vida.

Como ter hábitos que prolongam a vida?

Quer saber como ser mais saudável e celebrar essa data tão importante da melhor forma? Veja algumas dicas de como prolongar a vida, com pequenos hábitos diários que podem fazer toda a diferença.

Pratique exercícios físicos

Subir a escada em vez de pegar o elevador, caminhar ao menos 30 minutos por dia ou até mesmo aproveitar o passeio com o cachorro para andar um pouco mais podem ser os primeiros passos para sair do sedentarismo.

Os exercícios físicos ajudam a manter o peso correto e trazer mais sensação de bem-estar, além de oxigenar os tecidos, aumentar a força muscular e a resistência.

Diminua o consumo de açúcar

Considerado um grande inimigo da saúde por diferentes motivos, o açúcar deve ser evitado, principalmente se a sua família possui históricos de diabetes e demais problemas com o pâncreas.

Principal causa da diabetes tipo 2 e uma das principais da obesidade, o açúcar também enfraquece os ossos e pode aumentar o nível de cáries.

Mantenha-se hidratado

Aquele velho ditado de que devemos beber ao menos dois litros de água por dia não é mentira. A água é considerada um dos itens mais importantes dentro do nosso corpo, auxiliando desde a digestão até o funcionamento de todo o organismo.

A ingestão correta da água auxilia na saúde do sangue, tecidos, sistema digestivo e na disposição, além de combater doenças, como as pedras nos rins e a desidratação.

Diminua o consumo de frituras

De vez em quando, as frituras podem ser ingeridas, mas você deve evitar que o consumo delas seja um hábito. São ricas em gorduras, óleo e geralmente são itens super processados, que por sua vez aumentam os riscos de infarto, AVC, hipertensão e obesidade.

Opte por alimentos naturais, carnes magras grelhadas e alimentos assados, para que o nível de gordura seja controlado na alimentação.

Agora que você sabe mais sobre o Dia Nacional da Saúde, aproveite para ficar por dentro sobre o Dia Mundial da Alergia e conhecer os tipos mais comuns.