Em todo o mundo e todos os anos, o dia 10 de maio é voltado a atenção à pessoa com lúpus, ou seja, uma data que pode despertar em muita gente os cuidados necessários para avaliar possíveis sintomas e a busca de ajuda com relação a essa doença.

Esse problema, apesar do seu difícil diagnóstico, é percebido a partir dos seguintes sintomas:

  • dor nas articulações,
  • fadiga,
  • inchaço,
  • febre,
  • vermelhidão no rosto.

Segundo o portal do Governo de Brasília, estima-se que em nosso país a doença afeta aproximadamente 65 mil pessoas.

Apesar de ocorrer em pessoas de qualquer idade, ela se apresenta na maioria das vezes naquelas que estão na faixa etária entre 20 e 40 anos. O sexo feminino é o mais atingido nos casos envolvendo essa doença.

Neste artigo, apresentaremos detalhes do lúpus e os cuidados que devem ser tomados com relação à alimentação. Continue lendo e saiba mais sobre esse importante assunto!

O que é lúpus?

Lúpus é uma doença inflamatória crônica e autoimune, ou seja, ocorre a partir do desequilíbrio do sistema de defesa do organismo.

Os anticorpos produzidos pelo corpo, que deveriam protegê-lo, acabam atacando-o, causando muitos problemas, como:

  • febre,
  • emagrecimento,
  • falta de apetite,
  • fraqueza,
  • desânimo.

A doença também é responsável por apresentar dor nas juntas, manchas na pele, inflamação da pleura, hipertensão e problemas nos rins.

Apesar de não ser hereditário, a doença possui fatores genéticos, ocorrendo com mais frequência em pessoas da mesma família.

No entanto, isso não significa que uma mãe com lúpus terá necessariamente filhos com a mesma doença.

Qual a origem do Dia Internacional de Atenção à Pessoa com Lúpus?

O dia 10 de maio de 2004 foi a data escolhida pela World Lupus Federation para tornar essa doença visível em todo o mundo.

Essa entidade, com sede nos Estados Unidos, tem por objetivo a divulgação dos problemas e cuidados que precisam ser tomados para possibilitar uma vida normal àqueles que sofrem com a doença. 

Anualmente, campanhas e incentivos à busca de tratamento fazem parte da programação do dia 10 de maio, quando o tema é debatido e apresentado especialmente nos canais digitais disponíveis em todo o mundo.

A data incentiva a busca por ajuda médica, quando ocorrem os primeiros sinais apresentados pela enfermidade, possibilitando:

  • controlar a doença através de medicamentos apropriados,
  • minimizar os efeitos colaterais dos medicamentos,
  • permitir uma boa qualidade de vida a seus portadores.

O que uma pessoa com lúpus não pode comer? 

Uma pessoa com lúpus deve tomar alguns cuidados com relação a seus hábitos diários, inclusive no que diz respeito a alimentação.

A prioridade está em consumir alimentos específicos, como:

  • frutas,
  • legumes,
  • hortaliças,
  • laticínios,
  • peixes,
  • cereais integrais.

Esses alimentos são ricos em fibras, vitamina A, vitamina D, ômega 3, nutrientes com ação antioxidantes e anti-inflamatória.

Além disso, é importante incorporar na dieta o consumo de alimentos probióticos (iogurte natural e kefir), ajudando a manter a flora intestinal saudável.

Por outro lado, é aconselhável a diminuição significativa do consumo de alimentos ricos em açúcar, tais como:

  • refrigerantes,
  • bolos,
  • sorvetes.

Também é essencial evitar as frituras, biscoitos, carnes vermelhas e pizzas, pois esses alimentos favorecem a inflamação no organismo.

Todos esses cuidados, associados a uma medicação adequada que depende do quadro individual de cada pessoa, possibilita uma vida plena e saudável.

Se você possui dúvidas a respeito ou deseja avaliar o seu estado de saúde, agende um horário, quando poderei explicar detalhes a respeito do lúpus e o que fazer para evitar maiores complicações a respeito!