Em um país onde 42 milhões de pessoas sofrem com a calvície, a busca por tratamentos para esse mal cresce. Na mesma medida, também aumenta a dúvida: como é escolhida a área doadora para o transplante capilar?

De fato, essa pergunta é muito comum e encontrada em todos os consultórios de especialistas, já que a escolha da área a ser doada é mais do que essencial para o sucesso do procedimento.

A verdade é que muitos fatores são levados em conta antes de retirar os folículos para o transplante. 

Você também tem essa dúvida? Vou responder tudo o que você precisa saber sobre a área doadora para o transplante capilar, continue lendo e confira!

Qual a importância da área doadora para o transplante capilar?

O transplante capilar é uma opção creditada pela comunidade científica e é permanente, já que os fios que são retirados da área doadora não possuem o código genético da calvície, portanto, nunca irão cair.

Ele é considerado uma verdadeira solução para homens e mulheres que apresentam calvície, mas que ainda possuem cabelo em grande volume em alguma parte da cabeça.

Isso porque é necessário ter cabelo em alguma parte do couro cabeludo para que o transplante possa ocorrer, já que é preciso captar centenas de folículos capilares do próprio paciente e implantar nas áreas sem cabelo, de forma a garantir um resultado natural.

É nesse contexto que escolher corretamente a área doadora para o transplante capilar é determinante para o sucesso do procedimento.

Se cabelos finos, quebradiços e sem vida forem implantados, a taxa de sucesso do implante pode cair.

Como é feita a escolha da área doadora para o transplante capilar?

A escolha da área doadora para o transplante capilar é feita depois de um estudo minucioso do couro cabeludo do paciente e da qualidade dos fios existentes. 

Conheça quais são os principais critérios para doação:

Volume capilar

O volume capilar é um importante critério a ser considerado.

Ele tem relação ao tipo de cabelo do paciente, como, por exemplo: liso, ondulado, crespo, fino, grosso, entre outros. 

É importante lembrar que quanto menos volume e mais liso for, o resultado será menos perceptível, mas isso não significa que o transplante não deu certo.

Densidade capilar

A densidade é outro fator a ser levado em conta e influencia muito na questão estética do procedimento.

Isso se dá porque os fios de cabelo geralmente são dispostos de 1 a 3 por folículo capilar, com proporção aleatória.

No entanto, quanto mais unidades de folículos capilares com 3 fios existirem, melhor será a cobertura da região a ser tratada.

Elasticidade da pele

A elasticidade da pele também é um fator muito importante e influencia na quantidade de folículos a serem doados.

Quanto mais elástica a pele tem na área doadora para o transplante capilar, mais larga poderá ser a sua doação de folículos.

Essa medição de quanto pode-se obter de folículos capilares para doação é feita exclusivamente pela equipe médica, que irá ponderar qual o limite a ser retirado, evitando cicatrizes aparentes e uma cicatrização adequada para todo o procedimento.

Entre em contato com Dr Jório Santana

Se você está entre as milhões de pessoas que possuem algum grau de calvície, já pensou em tratar esse problema e conhecer as suas causas?

Entre em contato comigo e agende uma consulta de forma fácil e rápida, para que eu possa avaliar como posso ajudar a melhorar sua autoestima.