Você já parou para pensar a importância do cuidado com a saúde capilar?

A regra é bem simples: para mantermos os dentes saudáveis e bonitos precisamos cuidar deles, ficarmos atentos a qualquer anormalidade que apresentem e visitarmos o dentista regularmente.

Da mesma forma que para manter a saúde do corpo é necessário observar qualquer sinal que ele dá de diferente, bem como procurar manter hábitos saudáveis de vida e realizar os check-ups regularmente. Precisamos também investir na nossa saúde mental. 

Com os nossos cabelos não é diferente. 

Precisamos ficar atentos aos sinais, como o aparecimento de caspas, oleosidade excessiva ou até mesmo a queda desenfreada. Com esse cuidado é possível ter fios mais saudáveis e evitar a calvície. Continue lendo e entenda mais.

A importância do cuidado com a saúde capilar

Todos nós aprendemos que para cuidarmos dos nossos cabelos precisamos prestar atenção em alguns detalhes. Entre eles estão: 

  • evitar o uso de água muito quente ao lavá-los,
  • para quem tem fios longos, não deixá-los presos o tempo todo,
  • usar xampus e condicionadores adequados para o tipo de cabelos,
  • higienizar adequadamente os fios.

No entanto, os cabelos e o couro cabeludo são partes do corpo que mais sofrem com agressões externas como: água do mar ou piscina, Sol, poluição, uso de secadores, chapinhas, tinturas e outras químicas.

Eles também são atingidos por fatores internos, como hormonais, estresse, dietas radicais, oleosidade excessiva, alimentação inadequada, problemas de tireoide e genética.

Além disso, por não ser uma área muito visível, é comum haver o acúmulo de sujeiras e resíduos que impedem que o couro cabeludo absorva os nutrientes necessários para que tenhamos cabelos bonitos.

Cuidados com a saúde capilar para evitar e tratar a calvície

Além das práticas que devem ser feitas diariamente para que o cabelo fique bonito e saudável, há um cuidado com a saúde capilar que é indispensável: a visita ao médico regularmente para prevenir e tratar a calvície, doença que atinge cerca de 50% dos homens com mais de 50 anos e muitas mulheres.

Ao ter uma rotina de cuidado com a saúde capilar, com a visita periódica ao especialista, é possível notar os sinais prévios da calvície.

O diagnóstico precoce possibilita um tratamento mais assertivo para o paciente, evitando que perca todos os fios de uma área e sofra os impactos estéticos disso.

O tratamento envolve sempre e obrigatoriamente a participação de um médico especializado. Caso já haja indícios de calvície que não são iniciais, o especialista poderá ainda reverter essa situação, seja por meio de tratamento ou transplante capilar.

Se você quer saber mais sobre o transplante capilar, continue a leitura com Mitos e verdades sobre o transplante capilar.